Cirurgia de Freio Lingual

O freio lingual, assim como o freio labial, é considerado uma inserção fibro muscular e que, por razões desconhecidas pode estar inserida e atuando de forma errada.


Embora os pacientes portadores de freio lingual com inserção indevida possam estar totalmente adaptados a esta condição, uma inserção errada pode trazer sérios problemas de fonação e deglutição, sem contar que estas pessoas constantemente são alvo de brincadeiras, sendo chamadas de língua presa e outros adjetivos.


É aconselhável o acompanhamento fonoaudiológico após a cirurgia periodontal, pois devido a imobilização e restrição de movimentos causados pelo freio lingual, alguns músculos acham -se atrofiados. Alguns pacientes, mesmo após a liberação das inserções, não conseguirão realizar todos os movimentos possíveis, se não submetidos a exercícios específicos.


Nesta cirurgia, alguns cuidados anatômicos devem ser respeitados: as artérias linguais que percorrem ambos os lados do longo eixo da língua e situam - se próximos à base, e as carúnculas sub linguais por onde drenam as glândulas sub mandibulares.


As incisões são realizadas, portanto, paralelas ao longo eixo da língua e paralelas ao assoalho da boca, através do pinçamento do freio lingual, tal e qual a técnica preconizada na cirurgia do freio labial.


Devido as incisões serem realizadas em mucosas, os tecidos tendem a abrir e fenestrar tornando as incisões aumentadas. Portanto a sutura deve ser realizada imediatamente após a remoção do freio de suas bases.


É aconselhado fazer a trans fixação da língua com o próprio fio da sutura, para que possamos tracionar e movimentar a língua na posição desejada, facilitando o acesso ao freio que encontra - se em uma área bastante restrita e dificultosa.


As incisões poderão ser feitas com bisturi Bard-Parker e lâmina 15 ou 15C, ou através de tesoura cirúrgica.


A sutura não deverá comprimir os ductos glandulares.


Caso Clínico: realizado pela Assistente Dra. Clarissa Fernandes no Curso de Iniciação em Cirurgia Periodontal / 2011 - UNIMES

Língua liberada. Observe a depressão no dorso e ponta da língua,

devido a atrofia muscular correspondente à inserção.

Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Buscar por Tags
Visitantes

Dr. José Sani Neto

Cirurgião-Dentista, formado em 1982 pela Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM/RS.

Especialista em Periodontia e Mestre em Fisiologia de Órgãos e Sistemas. Professor Titular da Disciplina de Periodontia da Faculdade de Odontologia da Universidade Metropolitana de Santos - FOUNIMES.

Coordenador dos Cursos de Especialização, Atualização e de Iniciação em Cirurgia Periodontal da FOUNIMES.

Professor Convidado do Curso de Especialização em Implantodontia - SENAC TIRADENTES/SP.

Professor Convidado do Curso de Especialização em Implantodontia - FOUNIMES.

Autor do Capítulo Tratamento Odontológico na Gravidez em "A grávida: suas Indagações e as Dúvidas do Obstetra", ed. Atheneu,1999.

Autor do Manual de Periodontia, ed. Atheneu, 2000.

Colaborador no Atlas de Prótese sobre Implantes Cone Morse. 1a. ed. São Paulo: Livraria Editora Santos, 2009.

Co-autor do Atlas de Implantes Cone Morse - da Cirurgia à Prótese. Ed. Napoleão, 2011.

Atenção: para cópia do conteúdo (imagens e texto) desta publicação,

obtenha autorização do autor.

Copyright © 2017 - 2020 ∙ Todos os direitos reservados
O conteúdo integral deste site é de propriedade exclusiva da PerioClinic Periodontia Especializada.
É vedada sua reprodução total ou parcial sem a expressa autorização desta empresa.